Portaria Virtual na Casa Verde

Portaria Virtual na Casa Verde

Como funciona a Portaria Virtual Remota e Inteligente

Monitoramento 365 dias por ano 24 horas por dia

Acima de tudo a Portaria Virtual na Casa Verde é um sistema de monitoramento remoto para condomínios, ou seja, o atendimento é feito em uma central à distância.

O morador tem um controle de acesso que consequentemente libera a entrada e saídas do condomínio sendo por garagem ou portão de pedestres.

Finalmente visitantes e prestadores de serviços assim que liberados pelo morador, são cadastrados e sua entrada é liberada com total segurança.

Veja como funciona o sistema com a Portaria Virtual na Casa Verde:

Entrada de Moradores no condomínio com Portaria Virtual na Casa Verde

  1. Primeiro Portão de acesso de moradores: conta com um equipamento 3 em 1 o morador entra usando o reconhecimento facial, biometria ou tag.
  2. Segundo Portão de acesso de moradores: conta com um equipamento alfanumérico (teclado) que funciona tanto com senha de 4 dígitos ou tag.

Saída de Moradores no condomínio com Portaria Virtual na Casa Verde

  • 1° e 2° Portão de saída com Portaria Virtual na Casa Verde: conta com um equipamento alfanumérico (teclado) que funciona tanto com senha de 4 dígitos ou tag.

Os moradores são previamente cadastrados e assim, como resultado, contam com acesso automático, pois sua identificação ocorre por meio de dispositivos que permitem sua circulação como por exemplo Cartão de aproximação (Tag), reconhecimento facial ou Biometria.

Entrada de Visitantes ou Prestadores de Serviços com Portaria Virtual na Casa Verde

  • 1° Portão: conta com interfone (porteiro Voip), destinado a identificar a pessoa que pretenda entrar nas dependências do edifício;
  • A central de atendimento: é responsável pela identificação do visitante, assim como pelo cadastro.
  • A central entra em contato com o morador e conforme a resposta obtida, abrirá ou não os portões, remotamente.

Saída de Visitantes ou Prestadores de Serviços com Portaria Virtual na Casa Verde

  • Portão de saída: conta com interfone (porteiro Voip), destinado a identificar o visitante na saída do edifício.

Entrada de Veículos com Portaria Virtual na Casa Verde

  • Os portões de veículos contam com um controle de acesso anti clonagem onde fica registrada a entrada e saída de cada veiculo.

O monitoramento é realizado 24 horas por dia e para tanto, faz uso dos seguintes equipamentos, dentre outros:

  • Câmeras de segurança;
  • Porteiro Voip;
  • Alarmes eletrônicos;
  • Cercas elétricas;
  • Interfones;
  • Software

Com a Portaria Virtual na Casa Verde, o controle de acesso ao condomínio é realizado à distância por funcionários especializados, em uma central de atendimento própria. A eliminação da necessidade de funcionários na portaria e a tecnologia de ponta em controle de acesso oferecem:

A Portaria Virtual na Casa Verde é Remota e Inteligente.

Acima de tudo nosso serviço de Portaria Virtual se destaca através da implantação de Projetos Inteligentes e Personalizados, os quais garantem a eficiência em cada solução onde são aplicados.

Otimizamos os recursos reduzindo custo e criando o gerenciamento de acesso com relatórios, gravações e armazenamento das imagens e áudio.

Atendemos Condomínios, Prédios e Edifícios com
Portaria Virtual em toda Grande São Paulo SP

Solicitação de Orçamento para Portaria Virtual

 

Sob o mesmo ponto de vista, acesse os links abaixo para ter mais informações:Portaria Virtual na Casa Verde

Além disso, acesse também os links abaixo com mais informações sobre Portaria Virtual nas regiões:

Além disso, acesse também os links abaixo para Portaria Virtual por ramo de atividade:

Além disso, acesse também os links abaixo para Portaria Virtual nos bairros da Zona Norte SP:

Além disso, acesse também os links abaixo para Portaria Virtual nos bairros da Zona Oeste SP:

Além disso, acesse também os links abaixo para Portaria Virtual nos bairros da Zona Sul SP:

Além disso, acesse também os links abaixo para Portaria Virtual nos bairro da Zona Leste SP:

Além disso, acesse também os links abaixo para Portaria Virtual nos bairros do Centro SP:

Além disso, acesse também os links abaixo para Portaria Virtual nas cidades da grande São Paulo:

Solicite agora seu orçamento para Portaria Virtual em condomínio, prédios ou edifícios:

Conheça um pouco da Casa Verde

Nos meados do século XIX, um sitio na margem do rio levava o nome da Casa Verde, nome do bairro.
O sitio era propriedade de José Arouche de Toledo Rendon, que cuidava de suas sete irmãs solteiras, moradoras de uma casa com janelas verdes na esquina da rua do Rosário com o beco do Colégio.
Elas eram conhecidas como as meninas da Casa Verde.
A família passava os fins de semana no sítio e acabaram levando o apelido para a propriedade.
O povo logo usou o lugar como referência: “perto do sítio das meninas da casa verde”, “passando a Casa Verde”. O nome pegou e nunca mais saiu.

Nos primeiros anos da vila paulistana havia uma fazenda depois repartida em sítios e chácaras, pertencentes ao lendário Amador Bueno e sua esposa, dona Bernarda Luís Camacho.
As ricas terras abrigaram grandes trigais nos anos de 1600, e em outros tempos receberam imensas plantações de chá e de café para finalmente ter videiras plantadas por João Maxwell Rudge.

Crescimento

No decorrer dos tempos uma grande parte dessas terras ficaram com os Rendon, até que, em 1857, a área foi comprada por Francisco Antônio Baruel ( pai do famoso farmacêutico).
Em seguida foi adquirida pelo tenente coronel Fidélis Nepomuceno Prates.
Uma empresa recebeu as terras como pagamento de dívidas  em 1882, o sítio foi vendido a João Maxwell Rudge.
Em 1897, seus herdeiros lotearam as terras da Casa Verde e criaram um bairro com o nome de Vila Tietê.

Mas esse nome não pegou, e o povo continuou chamando o lugar de Casa Verde.
Dessa forma, no correr dos anos, o grande sítio acabou virando um amontoado de pequenos bairros, todos com a mesma origem e história e quase com o mesmo nome, com Casa Verde Alta, Casa Verde Média, Casa Verde Baixa.
A Casa Verde acabou por tornar-se um distrito da capital, espremido entre Freguesia do Ó e Santana.

A propósito: os nomes das sete meninas da casa verde eram Caetana, Joaquina, Gertrudes, Pulquéria , Ana Teresa, Maria Rosa e Reuduzinda. Estranhamente todas ficaram solteriras. Quando velhas ainda eram chamadas de meninas da Casa Verde, o irmão das sete meninas, José Arouche de Toledo Rendon, era uma das principais figuras do inicio do Império.

Nascido em São Paulo, 1756, era de família rica, estudou em Coimbra e após seu retorno a São Paulo iniciou uma vida de muitas profissões.
Trouxe cultura do chá para a capital.
No Sitio da Casa Verde plantou café (foi o primeiro exportador brasileiro); foi militar, ficando conhecido como o marechal; e participou de diversas batalhas.
Foi também o primeiro diretor da Faculdade de Direito de São Paulo Rendon repassava integralmente seu salário de diretor para as obras da Santa Casa.

 

Tags: Portaria Virtual na Casa Verde, portaria, virtual, remota, inteligente, porteiro, condomínio, prédio, edifício, segurança, vigilância, São Paulo, SP